Aumenta a aposta na energia solar

Desonerações e programas de incentivo tiram do papel planos de investimento de fornecedores e prestadores de serviço do setor Com os recente...


Desonerações e programas de incentivo tiram do papel planos de investimento de fornecedores e prestadores de serviço do setor

Com os recentes incentivos anunciados pelo governo à micro geração de energia, fabricantes e prestadores de serviços para o setor aceleram projetos de expansão das atividades no país. Esta semana, duas empresas chinesas anunciaram planos para o mercado brasileiro, incluindo a instalação de uma fábrica de painéis fotovoltaicos em São Paulo pela BYD. Ontem, a fabricante de sistemas de refrigeração Gree lançou, no Rio, uma linha de aparelhos de ar condicionado movidos a energia solar, destinados a grandes instalações comerciais e industriais. A expectativa do mercado é que, com a isenção de ICMS na venda de energia por micro geradores, o ritmo de instalações acelere.

"Sem dúvida, o efeito da desoneração, aliado ao aumento das tarifas de energia, multiplicou o interesse", diz Eduardo Abreu, responsável pelas operações brasileiras da alemã Conergy, que trabalha na captação de US$ 45 milhões com investidores para expandir sua atuação no setor. A companhia iniciou as atividades no país no ano passado e calcula já ter, em carteira, projetos com potencial de geração de 50 megawatts (MW)- entre contratos para construção ou aluguel de sistemas geradores.

Mais antiga no país, a concorrente Brasil Solair também projeta expansão de sua atividade de locação de painéis para oito novos estados, com potencial de encomendas de 60 MW e investimento de R$ 200 milhões.

"Com a crise energética, acreditamos que cada vez mais a energia solar irá se consolidar como uma opção de fonte renovável na matriz energética", afirma o presidente da empresa, Nelson José Côrtes da Silveira. Desde a edição da Resolução Normativa 482 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que regulamentou a micro geração de energia em 2012, apenas 534 consumidores se dispuseram a instalar sistemas geradores no país. A Aneel, porém, estima que, a partir da redução de custos, o número de unidades consumidoras com geração própria pode chegar a 500 mil em meados da próxima década, com potência estimada em 2 gigawatts (GW).

É nesse potencial que apostam duas empresas chinesas que estiveram no Brasil esta semana acompanhando o primeiro ministro Li Keqiang emmissão oficial. A fabricante de painéis BYD Solar Solutions anunciou a instalação de uma fábrica de painéis fotovoltaicos em São Paulo, com início de operações estimado para meados de 2016. A unidade terá capacidade para produzir até 400 MW por ano em painéis, com a geração de 200 empregos diretos, informou a BYD. Atualmente, embora o Brasil já possua um fabricante, 100% dos equipamentos utilizados no país são importados.

Já a Gree aposta no mercado comercial com o lançamento de dois sistemas de refrigeração movidos a energia solar. Acoplados a painéis fotovoltaicos, os equipamentos permitem também a micro geração com redirecionamento da energia excedente para as distribuidoras de energia. "Percebemos grande potencial para esta linha de produtos no Brasil, especialmente por se tratar de um dos países com maior potencial fotovoltaico do mundo", comenta a presidente da companhia, Dong Mingzhu.

Para especialistas, a principal vantagem da energia solar no Brasil, em relação a países europeus, é que o horário de maior consumo de energia coincide com o de maior insolação. Além da desoneração do ICMS, o governo analisa medidas para fomentar a adesão de pequenos consumidores aos sistemas próprios de geração de energia, modelo bastante desenvolvido em países europeus mas que ainda esbarra no alto custo do investimento no Brasil - a instalação de um sistema custa entre R$ 7 mil e R$ 8 mil por quilowatt de potência. Por isso, empresas como a Conergy e a Brasil Solair se especializaram em aluguel dos equipamentos em contratos de longo prazo, repartindo a economia com os clientes.

A Brasil Solair, por exemplo, tem um projeto piloto em um conjunto habitacional do Minha Casa Minha Vida em Juazeiro (BA), que rendeu, no primeiro ano, R$ 1,5 milhão aos moradores. "Esperamos que o projeto possa ser replicado, dentro do modelo testado ou semelhante, contribuindo, não só para geração de renda para os condomínios e seus condôminos, mas também como geração de energia, que está escassa atualmente", diz o presidente da companhia. A Aneel quer ampliar o limite para a habilitação de micro geradores e desburocratizar a relação com as distribuidoras.

Além do governo federal, governos estaduais têm anunciado programas para incentivar o setor. Na quarta-feira, foi a vez do Distrito Federal, que anunciou o programa Brasília Solar, que pretende estimular a utilização da tecnologia em grande escala. Um primeiro passo neste sentido será a instalação de painéis em 17 escolas, com investimento de R$ 10 milhões e expectativa redução de até 80% no consumo. Além disso, há planos para o uso da fonte para suprimento das necessidades do metrô local.

Única fábrica do país ainda está fechada

Os planos para a instalação da fabricante chinesa de painéis solares BYD foram comemorados pelo governo, mas o alto custo da produção nacional ainda é um entrave para o desenvolvimento do setor.

Construída pela Brasil Solair na Paraíba, a primeira fábrica brasileira do equipamento ainda não começou a operar por falta de contratos. A unidade ficou pronta no final do ano passado.

A fábrica tem capacidade para produzir 300 mil painéis por ano, com potência total de 60 MW. A companhia apostava na busca por metas de nacionalização dos equipamentos em troca de financiamentos subsidiados do Bando Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), mas ainda não obteve contratos.

A expectativa agora é que, com as medidas de incentivo em curso, o custo dos painéis brasileiros ganhe competitividade em relação aos importados. A própria Brasil Solair importa os painéis que fornece a seus clientes.

Fonte: Brasil Econômico

COMENTÁRIOS

Nome

14136,1,14136:2002,1,16280,11,abastecimento,7,Abinee,2,ABNT,22,Abraceel,3,abradee,7,ação social,3,acidentes,9,ADASA,1,administração de condomínios,6,AES,2,água,28,Alston,1,ambiente interno,1,ANA,1,Anatel,5,Android,1,aneel,67,Angra,1,ANP,1,apagão,8,Aplicações,2,aplicativo,5,Apple,2,aquecedor solar,2,aquecimento,3,ar condicionado,3,arquitetura,4,ART,2,Asolar Energy,1,associações,3,assosindicos,29,assosindicos-df,25,aterramento,2,audiência pública,5,autoconsumo remoto,1,autogeração,4,autogeradores,2,automação,1,automóvel,6,autônomo,5,Baidu,2,bairro,1,banda-larga,6,bandeiras tarifárias,55,barrageiro,1,bateria,27,Belo Monte,9,bicicleta,2,biodiesel,2,bioenergia,5,biogás,1,biohacking,1,biomassa,5,biotecnologia,1,blog,4,blogueiros de brasília,7,BNDES,11,boletos,1,bom negócio,2,Bovespa,1,bricolagem,1,BRICS,2,burocracia,1,cabeamento estruturado,2,Cade,2,CAESB,3,calculadora,1,campanha,4,carnaval,1,carregador,6,carreira,15,carro elétrico,23,cartel,3,cartilha,5,carvão,2,catavento,2,CCEE,7,CEB,32,CELG,2,celular,11,células de combustível,1,centrais hidrelétricas,1,cesp,1,cftv,2,charge,3,chefe,1,China,9,chip,1,choque,4,choque elétrico,6,cidade inteligente,4,Ciência,8,Cinema,2,classe,1,CLDF,6,climatização,1,CO2,7,código de posturas,1,cogeração qualificada,1,coletores solares,1,combustíveis,4,comércio,2,computadores,4,comunicação,11,concessionárias,8,concurso público,1,condomínio,27,Condomínios,27,congresso,3,conjuntura,1,construção civil,3,consulta pública,7,consumo,77,conta,69,controle de acesso,1,convenção,1,convênios,1,convivência,5,CoP21,4,Copel,2,corrupção,7,CPFL,10,CREA,5,CREADF,4,crise,10,crise energética,12,crise hídrica,58,CSEM,2,cultura,4,currículo,5,cursos,22,custos,4,decreto,1,defesa civil,4,desabastecimento,2,descarga atmosférica,6,descarga elétrica,6,descargas elétricas,5,desmatamento,3,diesel,3,direito tributário,1,disjuntores,1,Dispositivo de Proteção contra Surtos,2,Dispositivo DR,2,distribuidora,15,Distrito Federal,7,dívida,4,Doe Sangue,1,DPS,2,drones,3,ecológico,2,economia,158,Edificações,7,Eduardo Braga,3,educação,12,eficiência energética,25,elétrica,11,eletricidade,46,eletricista,3,eletrobras,8,eletroeletônicos,1,Eletrolão,1,eletrônica,4,Eletros,1,elevadores,3,empreendedorismo,9,emprego,15,empreiteiras,2,Empresa de Pesquisa Energética,3,Empresas,4,Empresas abertas,1,Empresas brasileiras,1,Empresas estatais,1,endividamento,3,energia,88,energia elétrica,85,energia eólica,30,energia limpa,19,energia nuclear,4,energia renovável,32,energia solar,107,energia sustentável,13,energias alternativas,17,engenharia,28,ensino,6,entidades,1,entretenimento,1,eólica,16,EPE,6,escola,4,escolaridade,1,estágio,1,Estatais brasileiras,1,estatísticas,1,estatuto,1,evento,18,exposição,6,fábrica,7,facebook,2,falta de energia,9,família luz,1,feira,5,FGTS,4,Fiepa,1,finanças,4,financeiro,2,fios e cabos elétricos,11,fluorescentes,4,FMI,1,fontes renováveis,19,fotovoltaico,52,fraude,7,frente parlamentar,2,Funai,1,futuro,5,gás,8,gás natural,8,gasoduto,1,GDF,30,General Electric,1,gênero,1,geração compartilhada,1,geração de empregos,2,geração de energia,25,geração distribuída,8,geração eólica,18,geração solar,26,gerador,7,geradores a diesel,1,Gere sua energia,1,gestão,9,golpe,1,google,6,governo,67,greenpeace,2,greve,1,grupo gerador,1,habitíssimo,1,halógenas,3,heliotermia,4,heliotérmica,4,Hemocentro,1,hidrelétrica,20,hidrelétricas,27,hídrica,1,hidrometração,2,hidrômetro,1,história,3,HORÁRIO DE BRASÍLIA,6,HORÁRIO DE VERÃO,7,HORÁRIO DE VERÃO 2014/2015,2,hospital,1,HTTP/2,1,ibge,1,ICMS,9,idade,1,identificação,1,IDV,1,iluminação,24,imóveis,3,impeachment,2,impostos,12,inadimplência,3,incandescentes,4,individualização,1,indústria,18,inflação,3,informação,7,infraestrutura,7,Inmetro,1,inovação,66,inspeção,6,instalações,13,internet,34,investimentos,41,iPhone,1,irregularidades,5,Israel,1,ISSE 2016,1,Itaipu,7,Jirau,4,lâmpadas,12,laudo,7,laudo técnico,10,laudo termográfico,1,led,13,legislação,5,lei,18,leilão,12,licitação,3,light,3,linguagem de programação,2,linhas de transmissão,3,linux,1,literatura,2,lítio,1,livros,5,lixo,5,LUOS,5,luz,67,manutenção,14,marco civil,7,marketing,1,matriz elétrica,8,MDIC,1,megausinas,1,megawatts,1,MEI,1,Meio Ambiente,6,mercado,37,mercado de trabalho,7,mercado imobiliário,4,Mercosul,1,metrô-df,7,MG,2,Micro Empreendedor Individual,2,microgeração,26,microgeração de energia,28,microgeração distribuída,13,microsoft,5,microtorres eólicas,2,Minas Gerais,2,minigeração distribuída,4,Ministério de Minas e Energia,22,MMA,2,MME,14,mobilidade,1,Módulos Fotovoltaicos,4,monitoramento remoto,1,Montes Claros,1,mortes,3,motores a diesel,2,motores elétricos,1,MP,3,MTE,2,multinacional,2,museu,3,nanotecnologia,1,NBR,19,negócios,3,no-break,2,Normas,25,normativa,3,Norte de Minas,1,Novas tecnologias,2,NR-10,3,nuvem,2,onedrive,1,ONS,17,orelhões,1,outorga,1,painéis solares,29,painel fotovoltaico,41,palestra,7,para-raio,3,parecer técnico,1,Parque Tecnológico Itaipu,5,parques eólicos,8,pás de rotor,1,pátio,1,patrão,1,Pequenas empresas,2,perfil,1,pesquisa,25,petróleo,3,pilha,1,PL,21,placa fotovoltaica,26,planejamento,6,plano de privatização,4,plantas,2,plástico,1,PLS,5,pocel,1,política,7,poluição,5,portabilidade,7,Portugal,1,potabilidade,1,PPCUB,5,PPP,1,preço,4,Prefeitura de São Paulo,1,premiação,1,prevenção,3,primeira indústria de painéis,3,procel,3,professor,1,profissional habilitado,17,profissional liberal,7,Project Sunroof,1,projeto de lei,25,projetos na área,16,pronatec,1,proposta,7,Proteste,2,qualidade da água,1,QUANDO COMEÇA O HORÁRIO DE VERÃO,5,QUE HORAS SÃO,5,racionamento,9,rádio JK FM,1,raio,3,raios,5,recarga,1,reciclagem,4,rede inteligente,5,redes de smart grid,6,redes sociais,11,Reformas,10,registro profissional,4,regras,5,regras de convivência,5,reservatórios,16,resíduos,2,resolução,7,retrofit,1,revisão,1,revolução,2,RFID,1,risco de apagão,3,robôs voadores,1,rolamentos,1,salário,3,Santo Antônio,2,saúde,8,Sebrae,2,sedhab,1,segurança,30,seminário,1,Senai,3,Serviços,3,setor,4,setor elétrico,91,similares,1,síndico,15,Síndicos,20,sistema elétrico,5,smart grid,18,smartphone,6,sobrecarga,1,Socioeconomia,2,software,9,solar,26,Spotify,1,startup,2,stj,2,subsíndico,4,sustentabilidade,32,tarifa,92,TCDF,1,teatro,1,Técnicas,2,técnico,5,técnico de grau médio,10,técnicos industriais,15,tecnologia,41,tecnologia da informação,34,telecomunicações,16,telemedidores,2,temperatura,1,termelétrica,8,termografia,1,termologia,1,tesla,5,trânsito,1,transmissão de energia,6,tributação,7,turbina,4,turbina eólica,9,TV Digital,5,Ubuntu,1,UnB,6,União Européia,1,urbanismo,1,usina hidrelétrica,15,usina nuclear,2,usina solar,19,usinas eólicas,10,vento,1,video,6,videovigilância,1,vistoria,3,vizinho,3,voltagem,1,web,6,webinar,3,whatsapp,7,workshop,1,zelador,1,
ltr
item
apservtec: Aumenta a aposta na energia solar
Aumenta a aposta na energia solar
https://lh5.googleusercontent.com/proxy/pkX02nKjpTk53yX6YUNDu6YT0jjKutGeZ3EMkrCjtvF9l_518DQuWChtnSPQLzOaPpxEO5BQQCDtmIeJzsOKlLGQJhRoLbJ71H8jMHJ0o5TKyL_DCw
https://lh5.googleusercontent.com/proxy/pkX02nKjpTk53yX6YUNDu6YT0jjKutGeZ3EMkrCjtvF9l_518DQuWChtnSPQLzOaPpxEO5BQQCDtmIeJzsOKlLGQJhRoLbJ71H8jMHJ0o5TKyL_DCw=s72-c
apservtec
http://servicos.atualidadepolitica.com.br/2015/05/aumenta-aposta-na-energia-solar.html
http://servicos.atualidadepolitica.com.br/
http://servicos.atualidadepolitica.com.br/
http://servicos.atualidadepolitica.com.br/2015/05/aumenta-aposta-na-energia-solar.html
true
104026982293760891
UTF-8
Carregar todos Post não encontrado Ver Todos Ler Mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGS POSTS Ver TUDO RELACIONADAS TÓPICO ARQUIVO BUSCAR TODOS A busca não retornou respostas Início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora 1 minuto há $$1$$ minutos 1 hora há $$1$$ horas Ontem há $$1$$ dias há $$1$$ semanas há mais de 5 semanas Seguidores Seguir CONTEÚDO EXLUSIVO - COMPARTILHE PARA ACESSAR 1º Compartilhe em suas redes sociais para liberar 2º Clique no link compartilhado em sua rede social Copiar TUDO Selecionar TUDO Todos os códigos foram copiados Códigos/textos não copiados, pressione [CTRL]+[C] (ou CMD+C no Mac) para copiar Sumário