O engenheiro do futuro vai precisar de muita criatividade

Para Sadoway, falta às escolas ensinar comunicação nos cursos de engenharia Criatividade e arte são termos que não costumam ser associados a...

Para Sadoway, falta às escolas ensinar
comunicação nos cursos de engenharia

Criatividade e arte são termos que não costumam ser associados ao ensino de engenharia. Mas eles são a chave para a formação desses profissionais no futuro. Essa é a opinião de Donald Sadoway, professor do departamento de engenharia e química dos materiais do Massachusetts Institute of Technology (MIT), uma das instituições mais renomadas do mundo no ensino e pesquisa de ciências, engenharia e tecnologia.

Para Sadoway, falta às universidades ensinarem os engenheiros a desenvolverem mais a capacidade de criação. "Identificar o problema é só metade do trabalho. Esse profissional precisa ser capaz de construir algo melhor. É quase como tentar despertar o lado artístico de alguém", diz.

Em um projeto com alunos do MIT, Sadoway desenvolveu a bateria com metal líquido, uma nova forma de energia renovável que pode ser usada em grande escala. Neste mês, ele virá ao Rio de Janeiro para o ABM Week, evento da Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração, onde vai participar de uma discussão sobre o perfil do engenheiro do futuro.

Em tempos em que a palavra da moda é "big data", Sadoway acha que o ensino de engenharia precisa passar por uma mudança que mova o foco de habilidades analíticas para outras mais "sintéticas". "Isso significa que precisamos ser melhores em construir coisas ao invés de apenas fazer diagnósticos", diz. Segundo ele, o modelo de ensino atual é muito reflexivo, dando prioridade a ensinar os estudantes como se analisa componentes de um todo. "A engenharia é uma ciência aplicada e, desse modo, o engenheiro precisa ser um inventor. A ciência deve ser usada a serviço da humanidade", diz.

Ele reconhece, entretanto, que esse processo não é fácil. "É como ensinar criatividade", diz. O caminho, para ele, é se dedicar mais a aspectos sociais dentro do ensino de disciplinas técnicas. Do contrário, o resultado são engenheiros eficientes em seu trabalho, mas que não conseguem alcançar os níveis mais altos das corporações. "Se você observar quem vira CEO de uma empresa tecnológica, raramente é um engenheiro. Hoje, não adianta apenas ser capaz de chegar à resposta certa, é preciso convencer os outros da validade da sua resposta", diz.

O ambiente universitário tem papel crítico nesse processo. "Educar não é apenas dar uma aula, mas proporcionar a vivência no campus para aprender a conviver com outras pessoas", diz. Sadoway diferencia o estudante de um estudioso, e considera que o período na universidade deve promover a transformação de um em outro. "O estudante quer aprender para passar na prova, o estudioso quer aprender porque está curioso e quer se aprofundar em um assunto", diz.

No MIT, onde Sadoway está há quase 40 anos, um quarto dos cursos de graduação em engenharia é formado por disciplinas não técnicas - e não apenas temas relacionados a negócios, gestão ou liderança. "São matérias dos departamentos de artes e ciências sociais, ministradas com o mesmo rigor das disciplinas técnicas", diz.

Nos últimos 15 anos, também houve uma mudança no currículo para dar mais ênfase à comunicação dentro dos tópicos mais tradicionais da engenharia. As exigências das aulas incluem fazer os alunos se expressarem de diversas formas, como apresentações orais ou trabalhos escritos. "Se você quer formar um engenheiro melhor, não deve empurrar mais conteúdo técnico para ele, e sim o expor a disciplinas humanas, para expandir a mente dele", diz.

Isso ajuda no preparo para a carreira e faz com que esses profissionais se destaquem mesmo em um mercado de trabalho menos aquecido, como o do Brasil atualmente. "A chave é descobrir quais são as suas habilidades transferíveis. Só porque você foi educado como um engenheiro mecânico, não quer dizer que você só pode trabalhar nessa área. O que você aprendeu na faculdade foi a resolver problemas", enfatiza.

A realização pela qual é mais conhecido, sua pesquisa no desenvolvimento da bateria de metal líquido, é um exemplo que ilustra bem as mudanças que Sadoway defende no ensino de engenharia, como a importância de saber se comunicar bem. Sua apresentação sobre o processo para o site de palestras TED, por exemplo, já foi assistida 1,6 milhão de vezes e rendeu ao professor a inclusão de seu nome na lista das cem pessoas mais influentes do mundo da revista "Time", em 2012.

Um dos pontos que ele sempre reforça é o fato de ter empregado apenas alunos dos cursos de pós-graduação e doutorado do MIT, e não especialistas da área de baterias. "Tudo o que os especialistas faziam era analisar meus dados, dizer o que havia de errado com eles e que a pesquisa estava fadada ao fracasso", conta. Faltava dar o salto entre a capacidade de análise e a disposição de construir algo em cima dos dados.

Para o professor, isso pode ser uma lição para empresas que querem desenvolver a inovação internamente. "Não serei arrogante em dizer que não há espaço para especialistas, mas se você está tentando criar algo pela primeira vez, apoiar-se demais na expertise existente pode levar a uma condenação prematura", enfatiza. O caminho mais indicado por Sadoway é agir como guia e mentor de quem não tem experiência, mostrar o problema e ensiná-los a como pensar nele. "A partir daí, se deixá-los livres para agirem sozinhos, eles poderão fazer milagres", diz.

Fonte: VE

COMENTÁRIOS

Nome

14136,1,14136:2002,1,16280,11,abastecimento,7,Abinee,2,ABNT,22,Abraceel,3,abradee,7,ação social,3,acidentes,9,ADASA,1,administração de condomínios,6,AES,2,água,28,Alston,1,ambiente interno,1,ANA,1,Anatel,5,Android,1,aneel,67,Angra,1,ANP,1,apagão,8,Aplicações,2,aplicativo,5,Apple,2,aquecedor solar,2,aquecimento,3,ar condicionado,3,arquitetura,4,ART,2,Asolar Energy,1,associações,3,assosindicos,29,assosindicos-df,25,aterramento,2,audiência pública,5,autoconsumo remoto,1,autogeração,4,autogeradores,2,automação,1,automóvel,6,autônomo,5,Baidu,2,bairro,1,banda-larga,6,bandeiras tarifárias,55,barrageiro,1,bateria,27,Belo Monte,9,bicicleta,2,biodiesel,2,bioenergia,5,biogás,1,biohacking,1,biomassa,5,biotecnologia,1,blog,4,blogueiros de brasília,7,BNDES,11,boletos,1,bom negócio,2,Bovespa,1,bricolagem,1,BRICS,2,burocracia,1,cabeamento estruturado,2,Cade,2,CAESB,3,calculadora,1,campanha,4,carnaval,1,carregador,6,carreira,15,carro elétrico,23,cartel,3,cartilha,5,carvão,2,catavento,2,CCEE,7,CEB,32,CELG,2,celular,11,células de combustível,1,centrais hidrelétricas,1,cesp,1,cftv,2,charge,3,chefe,1,China,9,chip,1,choque,4,choque elétrico,6,cidade inteligente,4,Ciência,8,Cinema,2,classe,1,CLDF,6,climatização,1,CO2,7,código de posturas,1,cogeração qualificada,1,coletores solares,1,combustíveis,4,comércio,2,computadores,4,comunicação,11,concessionárias,8,concurso público,1,condomínio,27,Condomínios,27,congresso,3,conjuntura,1,construção civil,3,consulta pública,7,consumo,77,conta,69,controle de acesso,1,convenção,1,convênios,1,convivência,5,CoP21,4,Copel,2,corrupção,7,CPFL,10,CREA,5,CREADF,4,crise,10,crise energética,12,crise hídrica,58,CSEM,2,cultura,4,currículo,5,cursos,22,custos,4,decreto,1,defesa civil,4,desabastecimento,2,descarga atmosférica,6,descarga elétrica,6,descargas elétricas,5,desmatamento,3,diesel,3,direito tributário,1,disjuntores,1,Dispositivo de Proteção contra Surtos,2,Dispositivo DR,2,distribuidora,15,Distrito Federal,7,dívida,4,Doe Sangue,1,DPS,2,drones,3,ecológico,2,economia,158,Edificações,7,Eduardo Braga,3,educação,12,eficiência energética,25,elétrica,11,eletricidade,46,eletricista,3,eletrobras,8,eletroeletônicos,1,Eletrolão,1,eletrônica,4,Eletros,1,elevadores,3,empreendedorismo,9,emprego,15,empreiteiras,2,Empresa de Pesquisa Energética,3,Empresas,4,Empresas abertas,1,Empresas brasileiras,1,Empresas estatais,1,endividamento,3,energia,88,energia elétrica,85,energia eólica,30,energia limpa,19,energia nuclear,4,energia renovável,32,energia solar,107,energia sustentável,13,energias alternativas,17,engenharia,28,ensino,6,entidades,1,entretenimento,1,eólica,16,EPE,6,escola,4,escolaridade,1,estágio,1,Estatais brasileiras,1,estatísticas,1,estatuto,1,evento,18,exposição,6,fábrica,7,facebook,2,falta de energia,9,família luz,1,feira,5,FGTS,4,Fiepa,1,finanças,4,financeiro,2,fios e cabos elétricos,11,fluorescentes,4,FMI,1,fontes renováveis,19,fotovoltaico,52,fraude,7,frente parlamentar,2,Funai,1,futuro,5,gás,8,gás natural,8,gasoduto,1,GDF,30,General Electric,1,gênero,1,geração compartilhada,1,geração de empregos,2,geração de energia,25,geração distribuída,8,geração eólica,18,geração solar,26,gerador,7,geradores a diesel,1,Gere sua energia,1,gestão,9,golpe,1,google,6,governo,67,greenpeace,2,greve,1,grupo gerador,1,habitíssimo,1,halógenas,3,heliotermia,4,heliotérmica,4,Hemocentro,1,hidrelétrica,20,hidrelétricas,27,hídrica,1,hidrometração,2,hidrômetro,1,história,3,HORÁRIO DE BRASÍLIA,6,HORÁRIO DE VERÃO,7,HORÁRIO DE VERÃO 2014/2015,2,hospital,1,HTTP/2,1,ibge,1,ICMS,9,idade,1,identificação,1,IDV,1,iluminação,24,imóveis,3,impeachment,2,impostos,12,inadimplência,3,incandescentes,4,individualização,1,indústria,18,inflação,3,informação,7,infraestrutura,7,Inmetro,1,inovação,66,inspeção,6,instalações,13,internet,34,investimentos,41,iPhone,1,irregularidades,5,Israel,1,ISSE 2016,1,Itaipu,7,Jirau,4,lâmpadas,12,laudo,7,laudo técnico,10,laudo termográfico,1,led,13,legislação,5,lei,18,leilão,12,licitação,3,light,3,linguagem de programação,2,linhas de transmissão,3,linux,1,literatura,2,lítio,1,livros,5,lixo,5,LUOS,5,luz,67,manutenção,14,marco civil,7,marketing,1,matriz elétrica,8,MDIC,1,megausinas,1,megawatts,1,MEI,1,Meio Ambiente,6,mercado,37,mercado de trabalho,7,mercado imobiliário,4,Mercosul,1,metrô-df,7,MG,2,Micro Empreendedor Individual,2,microgeração,26,microgeração de energia,28,microgeração distribuída,13,microsoft,5,microtorres eólicas,2,Minas Gerais,2,minigeração distribuída,4,Ministério de Minas e Energia,22,MMA,2,MME,14,mobilidade,1,Módulos Fotovoltaicos,4,monitoramento remoto,1,Montes Claros,1,mortes,3,motores a diesel,2,motores elétricos,1,MP,3,MTE,2,multinacional,2,museu,3,nanotecnologia,1,NBR,19,negócios,3,no-break,2,Normas,25,normativa,3,Norte de Minas,1,Novas tecnologias,2,NR-10,3,nuvem,2,onedrive,1,ONS,17,orelhões,1,outorga,1,painéis solares,29,painel fotovoltaico,41,palestra,7,para-raio,3,parecer técnico,1,Parque Tecnológico Itaipu,5,parques eólicos,8,pás de rotor,1,pátio,1,patrão,1,Pequenas empresas,2,perfil,1,pesquisa,25,petróleo,3,pilha,1,PL,21,placa fotovoltaica,26,planejamento,6,plano de privatização,4,plantas,2,plástico,1,PLS,5,pocel,1,política,7,poluição,5,portabilidade,7,Portugal,1,potabilidade,1,PPCUB,5,PPP,1,preço,4,Prefeitura de São Paulo,1,premiação,1,prevenção,3,primeira indústria de painéis,3,procel,3,professor,1,profissional habilitado,17,profissional liberal,7,Project Sunroof,1,projeto de lei,25,projetos na área,16,pronatec,1,proposta,7,Proteste,2,qualidade da água,1,QUANDO COMEÇA O HORÁRIO DE VERÃO,5,QUE HORAS SÃO,5,racionamento,9,rádio JK FM,1,raio,3,raios,5,recarga,1,reciclagem,4,rede inteligente,5,redes de smart grid,6,redes sociais,11,Reformas,10,registro profissional,4,regras,5,regras de convivência,5,reservatórios,16,resíduos,2,resolução,7,retrofit,1,revisão,1,revolução,2,RFID,1,risco de apagão,3,robôs voadores,1,rolamentos,1,salário,3,Santo Antônio,2,saúde,8,Sebrae,2,sedhab,1,segurança,30,seminário,1,Senai,3,Serviços,3,setor,4,setor elétrico,91,similares,1,síndico,15,Síndicos,20,sistema elétrico,5,smart grid,18,smartphone,6,sobrecarga,1,Socioeconomia,2,software,9,solar,26,Spotify,1,startup,2,stj,2,subsíndico,4,sustentabilidade,32,tarifa,92,TCDF,1,teatro,1,Técnicas,2,técnico,5,técnico de grau médio,10,técnicos industriais,15,tecnologia,41,tecnologia da informação,34,telecomunicações,16,telemedidores,2,temperatura,1,termelétrica,8,termografia,1,termologia,1,tesla,5,trânsito,1,transmissão de energia,6,tributação,7,turbina,4,turbina eólica,9,TV Digital,5,Ubuntu,1,UnB,6,União Européia,1,urbanismo,1,usina hidrelétrica,15,usina nuclear,2,usina solar,19,usinas eólicas,10,vento,1,video,6,videovigilância,1,vistoria,3,vizinho,3,voltagem,1,web,6,webinar,3,whatsapp,7,workshop,1,zelador,1,
ltr
item
apservtec: O engenheiro do futuro vai precisar de muita criatividade
O engenheiro do futuro vai precisar de muita criatividade
https://lh4.googleusercontent.com/proxy/KOnCc_mFIThPG2k7P_Ww9RbO4OYIgfQDFuYQzsFec4bsMATjTvOj14MMCe-ZJGiLBAvNUbQbMFzWZtseQqtnv48j3Jc_IL_HjPUL0CgKZAjX1a91WVvfnJLfp1L_co5YMzv47c61SB77Ca2RCnGTSD6bwhD9lfWMTmQo34bFsJyHfWo2kAMacxjWyhITmq8YiibLZ6VUmaM11miHMTYTLrXUZw6LBjfKicG4gepZIF1Os5VeEuI
https://lh4.googleusercontent.com/proxy/KOnCc_mFIThPG2k7P_Ww9RbO4OYIgfQDFuYQzsFec4bsMATjTvOj14MMCe-ZJGiLBAvNUbQbMFzWZtseQqtnv48j3Jc_IL_HjPUL0CgKZAjX1a91WVvfnJLfp1L_co5YMzv47c61SB77Ca2RCnGTSD6bwhD9lfWMTmQo34bFsJyHfWo2kAMacxjWyhITmq8YiibLZ6VUmaM11miHMTYTLrXUZw6LBjfKicG4gepZIF1Os5VeEuI=s72-c
apservtec
http://servicos.atualidadepolitica.com.br/2015/08/o-engenheiro-do-futuro-vai-precisar-de.html
http://servicos.atualidadepolitica.com.br/
http://servicos.atualidadepolitica.com.br/
http://servicos.atualidadepolitica.com.br/2015/08/o-engenheiro-do-futuro-vai-precisar-de.html
true
104026982293760891
UTF-8
Carregar todos Post não encontrado Ver Todos Ler Mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGS POSTS Ver TUDO RELACIONADAS TÓPICO ARQUIVO BUSCAR TODOS A busca não retornou respostas Início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora 1 minuto há $$1$$ minutos 1 hora há $$1$$ horas Ontem há $$1$$ dias há $$1$$ semanas há mais de 5 semanas Seguidores Seguir CONTEÚDO EXLUSIVO - COMPARTILHE PARA ACESSAR 1º Compartilhe em suas redes sociais para liberar 2º Clique no link compartilhado em sua rede social Copiar TUDO Selecionar TUDO Todos os códigos foram copiados Códigos/textos não copiados, pressione [CTRL]+[C] (ou CMD+C no Mac) para copiar Sumário