Governo avalia reduzir tarifa de importação de carros elétricos

Até então resistente em estimular o consumo de carros elétricos, devido à crise energética, o governo atendeu às montadoras e voltou a consi...

Até então resistente em estimular o consumo de carros elétricos, devido à crise energética, o governo atendeu às montadoras e voltou a considerar incentivos a automóveis com novas tecnologias de propulsão, agora que o risco de apagão foi praticamente anulado.

Após passar por análise técnica no Ministério do Desenvolvimento, uma proposta para desonerar os chamados "carros verdes" do imposto de importação agora tramita na Câmara de Comércio Exterior (Camex) para ser colocada em votação nas próximas reuniões do conselho de ministros do órgão.

A ideia é incluir esses carros na lista de produtos beneficiados pelo regime de ex-tarifário, que reduz as alíquotas de importação de mercadorias não fabricadas no Brasil. O governo estuda dar esse incentivo aos carros híbridos com tecnologia de recarga externa - os "plug-in" - e aos automóveis puramente elétricos, incluindo, nesse caso, tanto os veículos carregados na tomada como os movidos a célula de combustível, uma tecnologia mais recente, capaz de transformar hidrogênio em fonte de energia para as baterias. A expectativa é que a decisão seja tomada ainda neste ano, tendo em vista o prazo médio de 90 dias das análises desse tipo de incentivo.

Hoje, esses carros pagam 35% de imposto de importação. Mas se a proposta for aprovada, a alíquota dos híbridos - que combinam um motor convencional a combustão interna com outro elétrico - vai cair para percentuais de 2% a 7%, a depender da eficiência energética do automóvel. O tributo poderá ainda ser zerado se o carro for importado desmontado para montagem final no Brasil.

Quanto mais econômico - ou menos poluente - for o veículo, menor será o imposto cobrado. Dessa forma, a alíquota dos automóveis puramente elétricos, de emissão zero, seria reduzida para uma faixa de zero a 2%.

Aprovando as medidas, o governo estenderia a novas tecnologias os benefícios concedidos há um ano para os veículos híbridos de autogeração, que aproveitam a energia gerada pelo próprio automóvel para carregar a bateria, sem a tecnologia de recarga externa.

A inclusão dos híbridos de autogeração na lista de ex-tarifários - beneficiando, principalmente, o modelo Prius, da Toyota - foi aprovada pela Camex em setembro do ano passado, frustrando o pleito das empresas do setor por incentivos mais abrangentes. Na época, o governo tinha preocupação em fomentar as compras de carros carregados na corrente elétrica em virtude do risco de escassez de energia.

Com a recuperação dos reservatórios das hidrelétricas e a recessão econômica, a possibilidade de um apagão no país se tornou praticamente nula, o que permitiu o avanço do projeto.

Embora o ajuste fiscal coloque um novo obstáculo à desoneração dos carros elétricos, o argumento das montadoras é que o governo, se conceder o incentivo, poderá sair ganhando com o aumento do consumo desses automóveis. Hoje, o imposto de importação é alto, mas incide sobre um mercado praticamente inexistente.

Entre janeiro e agosto deste ano, os brasileiros compraram apenas 582 veículos verdes, incluindo nessa conta os híbridos de autogeração, já beneficiados pelos ex-tarifários. Isso é menos de 0,1% do total de carros emplacados no período. Para montadoras interessadas nesse nicho, como Nissan, Renault e Mitsubishi, os carros elétricos ainda representam um mercado em teste no Brasil.

Se os ex-tarifários forem aprovados, as alíquotas seriam cortadas drasticamente, mas incidiriam sobre uma base potencialmente maior. "É melhor arrecadar algo do que nada", diz uma fonte próxima às negociações com o Ministério do Desenvolvimento, que prefere não ter o nome divulgado.

Procurado pelo Valor, o ministério confirmou, via assessoria de imprensa, que a proposta de ex-tarifários a carros elétricos chegou à secretaria-executiva da Camex e está nesse momento "sob análise". A concessão do benefício depende da anuência de pelo menos quatro dos sete ministros do conselho da câmara, que inclui os chefes das pastas da Fazenda, Joaquim Levy, e do Planejamento, Nelson Barbosa.

Fonte: Valor

COMENTÁRIOS

Nome

14136,1,14136:2002,1,16280,11,abastecimento,7,Abinee,2,ABNT,22,Abraceel,3,abradee,7,ação social,3,acidentes,9,ADASA,1,administração de condomínios,6,AES,2,água,28,Alston,1,ambiente interno,1,ANA,1,Anatel,5,Android,1,aneel,67,Angra,1,ANP,1,apagão,8,Aplicações,2,aplicativo,5,Apple,2,aquecedor solar,2,aquecimento,3,ar condicionado,3,arquitetura,4,ART,2,Asolar Energy,1,associações,3,assosindicos,29,assosindicos-df,25,aterramento,2,audiência pública,5,autoconsumo remoto,1,autogeração,4,autogeradores,2,automação,1,automóvel,6,autônomo,5,Baidu,2,bairro,1,banda-larga,6,bandeiras tarifárias,55,barrageiro,1,bateria,27,Belo Monte,9,bicicleta,2,biodiesel,2,bioenergia,5,biogás,1,biohacking,1,biomassa,5,biotecnologia,1,blog,4,blogueiros de brasília,7,BNDES,11,boletos,1,bom negócio,2,Bovespa,1,bricolagem,1,BRICS,2,burocracia,1,cabeamento estruturado,2,Cade,2,CAESB,3,calculadora,1,campanha,4,carnaval,1,carregador,6,carreira,15,carro elétrico,23,cartel,3,cartilha,5,carvão,2,catavento,2,CCEE,7,CEB,32,CELG,2,celular,11,células de combustível,1,centrais hidrelétricas,1,cesp,1,cftv,2,charge,3,chefe,1,China,9,chip,1,choque,4,choque elétrico,6,cidade inteligente,4,Ciência,8,Cinema,2,classe,1,CLDF,6,climatização,1,CO2,7,código de posturas,1,cogeração qualificada,1,coletores solares,1,combustíveis,4,comércio,2,computadores,4,comunicação,11,concessionárias,8,concurso público,1,condomínio,27,Condomínios,27,congresso,3,conjuntura,1,construção civil,3,consulta pública,7,consumo,77,conta,69,controle de acesso,1,convenção,1,convênios,1,convivência,5,CoP21,4,Copel,2,corrupção,7,CPFL,10,CREA,5,CREADF,4,crise,10,crise energética,12,crise hídrica,58,CSEM,2,cultura,4,currículo,5,cursos,22,custos,4,decreto,1,defesa civil,4,desabastecimento,2,descarga atmosférica,6,descarga elétrica,6,descargas elétricas,5,desmatamento,3,diesel,3,direito tributário,1,disjuntores,1,Dispositivo de Proteção contra Surtos,2,Dispositivo DR,2,distribuidora,15,Distrito Federal,7,dívida,4,Doe Sangue,1,DPS,2,drones,3,ecológico,2,economia,158,Edificações,7,Eduardo Braga,3,educação,12,eficiência energética,25,elétrica,11,eletricidade,46,eletricista,3,eletrobras,8,eletroeletônicos,1,Eletrolão,1,eletrônica,4,Eletros,1,elevadores,3,empreendedorismo,9,emprego,15,empreiteiras,2,Empresa de Pesquisa Energética,3,Empresas,4,Empresas abertas,1,Empresas brasileiras,1,Empresas estatais,1,endividamento,3,energia,88,energia elétrica,85,energia eólica,30,energia limpa,19,energia nuclear,4,energia renovável,32,energia solar,107,energia sustentável,13,energias alternativas,17,engenharia,28,ensino,6,entidades,1,entretenimento,1,eólica,16,EPE,6,escola,4,escolaridade,1,estágio,1,Estatais brasileiras,1,estatísticas,1,estatuto,1,evento,18,exposição,6,fábrica,7,facebook,2,falta de energia,9,família luz,1,feira,5,FGTS,4,Fiepa,1,finanças,4,financeiro,2,fios e cabos elétricos,11,fluorescentes,4,FMI,1,fontes renováveis,19,fotovoltaico,52,fraude,7,frente parlamentar,2,Funai,1,futuro,5,gás,8,gás natural,8,gasoduto,1,GDF,30,General Electric,1,gênero,1,geração compartilhada,1,geração de empregos,2,geração de energia,25,geração distribuída,8,geração eólica,18,geração solar,26,gerador,7,geradores a diesel,1,Gere sua energia,1,gestão,9,golpe,1,google,6,governo,67,greenpeace,2,greve,1,grupo gerador,1,habitíssimo,1,halógenas,3,heliotermia,4,heliotérmica,4,Hemocentro,1,hidrelétrica,20,hidrelétricas,27,hídrica,1,hidrometração,2,hidrômetro,1,história,3,HORÁRIO DE BRASÍLIA,6,HORÁRIO DE VERÃO,7,HORÁRIO DE VERÃO 2014/2015,2,hospital,1,HTTP/2,1,ibge,1,ICMS,9,idade,1,identificação,1,IDV,1,iluminação,24,imóveis,3,impeachment,2,impostos,12,inadimplência,3,incandescentes,4,individualização,1,indústria,18,inflação,3,informação,7,infraestrutura,7,Inmetro,1,inovação,66,inspeção,6,instalações,13,internet,34,investimentos,41,iPhone,1,irregularidades,5,Israel,1,ISSE 2016,1,Itaipu,7,Jirau,4,lâmpadas,12,laudo,7,laudo técnico,10,laudo termográfico,1,led,13,legislação,5,lei,18,leilão,12,licitação,3,light,3,linguagem de programação,2,linhas de transmissão,3,linux,1,literatura,2,lítio,1,livros,5,lixo,5,LUOS,5,luz,67,manutenção,14,marco civil,7,marketing,1,matriz elétrica,8,MDIC,1,megausinas,1,megawatts,1,MEI,1,Meio Ambiente,6,mercado,37,mercado de trabalho,7,mercado imobiliário,4,Mercosul,1,metrô-df,7,MG,2,Micro Empreendedor Individual,2,microgeração,26,microgeração de energia,28,microgeração distribuída,13,microsoft,5,microtorres eólicas,2,Minas Gerais,2,minigeração distribuída,4,Ministério de Minas e Energia,22,MMA,2,MME,14,mobilidade,1,Módulos Fotovoltaicos,4,monitoramento remoto,1,Montes Claros,1,mortes,3,motores a diesel,2,motores elétricos,1,MP,3,MTE,2,multinacional,2,museu,3,nanotecnologia,1,NBR,19,negócios,3,no-break,2,Normas,25,normativa,3,Norte de Minas,1,Novas tecnologias,2,NR-10,3,nuvem,2,onedrive,1,ONS,17,orelhões,1,outorga,1,painéis solares,29,painel fotovoltaico,41,palestra,7,para-raio,3,parecer técnico,1,Parque Tecnológico Itaipu,5,parques eólicos,8,pás de rotor,1,pátio,1,patrão,1,Pequenas empresas,2,perfil,1,pesquisa,25,petróleo,3,pilha,1,PL,21,placa fotovoltaica,26,planejamento,6,plano de privatização,4,plantas,2,plástico,1,PLS,5,pocel,1,política,7,poluição,5,portabilidade,7,Portugal,1,potabilidade,1,PPCUB,5,PPP,1,preço,4,Prefeitura de São Paulo,1,premiação,1,prevenção,3,primeira indústria de painéis,3,procel,3,professor,1,profissional habilitado,17,profissional liberal,7,Project Sunroof,1,projeto de lei,25,projetos na área,16,pronatec,1,proposta,7,Proteste,2,qualidade da água,1,QUANDO COMEÇA O HORÁRIO DE VERÃO,5,QUE HORAS SÃO,5,racionamento,9,rádio JK FM,1,raio,3,raios,5,recarga,1,reciclagem,4,rede inteligente,5,redes de smart grid,6,redes sociais,11,Reformas,10,registro profissional,4,regras,5,regras de convivência,5,reservatórios,16,resíduos,2,resolução,7,retrofit,1,revisão,1,revolução,2,RFID,1,risco de apagão,3,robôs voadores,1,rolamentos,1,salário,3,Santo Antônio,2,saúde,8,Sebrae,2,sedhab,1,segurança,30,seminário,1,Senai,3,Serviços,3,setor,4,setor elétrico,91,similares,1,síndico,15,Síndicos,20,sistema elétrico,5,smart grid,18,smartphone,6,sobrecarga,1,Socioeconomia,2,software,9,solar,26,Spotify,1,startup,2,stj,2,subsíndico,4,sustentabilidade,32,tarifa,92,TCDF,1,teatro,1,Técnicas,2,técnico,5,técnico de grau médio,10,técnicos industriais,15,tecnologia,41,tecnologia da informação,34,telecomunicações,16,telemedidores,2,temperatura,1,termelétrica,8,termografia,1,termologia,1,tesla,5,trânsito,1,transmissão de energia,6,tributação,7,turbina,4,turbina eólica,9,TV Digital,5,Ubuntu,1,UnB,6,União Européia,1,urbanismo,1,usina hidrelétrica,15,usina nuclear,2,usina solar,19,usinas eólicas,10,vento,1,video,6,videovigilância,1,vistoria,3,vizinho,3,voltagem,1,web,6,webinar,3,whatsapp,7,workshop,1,zelador,1,
ltr
item
apservtec: Governo avalia reduzir tarifa de importação de carros elétricos
Governo avalia reduzir tarifa de importação de carros elétricos
http://2.bp.blogspot.com/-DGhdTI66eTg/UWHtFyh0_PI/AAAAAAAAFro/bQ80OQoUY4c/s300/a+realidade+dos+carros+eletricos.jpg
http://2.bp.blogspot.com/-DGhdTI66eTg/UWHtFyh0_PI/AAAAAAAAFro/bQ80OQoUY4c/s72-c/a+realidade+dos+carros+eletricos.jpg
apservtec
http://servicos.atualidadepolitica.com.br/2015/10/governo-avalia-reduzir-tarifa-de.html
http://servicos.atualidadepolitica.com.br/
http://servicos.atualidadepolitica.com.br/
http://servicos.atualidadepolitica.com.br/2015/10/governo-avalia-reduzir-tarifa-de.html
true
104026982293760891
UTF-8
Carregar todos Post não encontrado Ver Todos Ler Mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGS POSTS Ver TUDO RELACIONADAS TÓPICO ARQUIVO BUSCAR TODOS A busca não retornou respostas Início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora 1 minuto há $$1$$ minutos 1 hora há $$1$$ horas Ontem há $$1$$ dias há $$1$$ semanas há mais de 5 semanas Seguidores Seguir CONTEÚDO EXLUSIVO - COMPARTILHE PARA ACESSAR 1º Compartilhe em suas redes sociais para liberar 2º Clique no link compartilhado em sua rede social Copiar TUDO Selecionar TUDO Todos os códigos foram copiados Códigos/textos não copiados, pressione [CTRL]+[C] (ou CMD+C no Mac) para copiar Sumário