Redes inteligentes reduzem perdas

Microgeração em áreas densamente povoadas ganha relevância para o setor Desde o início do novo milênio, metade da população mundial habita o...

Microgeração em áreas densamente povoadas ganha relevância para o setor


engenharia, elétrica, cabeamento, consultoria, projeto, predial, condomínio, serviços, orçamento, síndico profissional


Desde o início do novo milênio, metade da população mundial habita os grandes centros urbanos, uma tendência que não irá se inverter. Em 2050, o planeta deverá ter nove bilhões de habitantes, dois bilhões a mais do que o contingente atual, sendo que três quartos viverão nas cidades. A urbanização acelerada e o aumento populacional serão impulsionados pela Ásia, com destaque para China e índia, e pela África.

Reduzir a pegada ambiental, ser mais eficiente e gerar energia limpa serão os principais desafios energéticos nos próximos anos. As cidades terão de melhorar a in-fraestrutura existente, seja pela adoção das redes inteligentes de energia, seja pelo incentivo à microgeração distribuída em áreas densamente povoadas, enquanto pesquisadores se debruçam sobre novas tecnologias de geração, que envolvem do aproveitamento de ondas do mar ao estudo do potencial de ventos de furacões.

No setor elétrico, uma das principais novidades serão as redes inteligentes, uma das facetas da internet das coisas e que poderá contribuir para a redução das perdas. A revolução poderá criar um novo paradigma, ao mudar a relação entre cliente e concessionária. No Brasil, 6% da energia gerada é desperdiçada.

Sua implementação permitirá que as máquinas e equipamentos conversem entre si, buscando eficiência. Também possibilitará que cada eletrodoméstico tenha seu consumo avaliado pelo consumidor em tempo real. O usuário poderá ter à sua disposição tarifas diferenciadas por horário, geren-ciando o funcionamento de eletrodomésticos, que poderão ser ligados de madrugada, quando a energia for mais barata.

O consumidor também terá o poder gerar energia e abater da conta de luz o que produziu, porque os medidores são bidirecio-nais, permitindo ler o consumo e indicar se o cliente está gerando sua própria energia por um painel fotovoltaico. "O smart grid vai representar uma quebra de paradigma, porque traz consigo o potencial de mudar a forma como os consumidores tratam a energia", diz o presidente da Empresa de Pesquisas Energéticas (EPE), Maurício Tolmasquim.

Nos Estados Unidos, 43% das unidades consumidoras já operam com medidores inteligentes, sendo que na Califórnia 100% dos medidores instalados são bidirecionais, permitindo ler o consumo e indicar se o cliente está gerando sua própria energia por um painel fotovoltaico. No Brasil, as redes ensaiam os primeiros passos.

A microgeração distribuída, seja pela instalação de minigeradores eólicos ou de painéis fotovoltaicos, é outra tendência em expansão, que poderá ser acelerada com a adoção das redes inteligentes. "A energia solar deverá ter grande crescimento no mundo nos próximos anos e o seu custo deve cair. No Brasil, a microgeração deverá crescer também", diz Tolmasquim.

O avanço das redes inteligentes poderá fazer com que os veículos elétricos ganhem as ruas das cidades. "Ele poderá permitir uma grande eficiência na rede, porque as concessionárias terão melhor conhecimento de onde se consome mais e as maiores deficiências. Isso poderá fazer com que haja uma necessidade de investimentos menos em novas usinas. Assim, acho que sua implementação poderá ser acelerada, contribuindo para a redução sobre a pressão dos preços da energia elétrica", afirma José Luiz Alqueres, ex-presidente da Light e da Eletrobras.

Pesquisadores do mundo se debruçam sobre novas fontes de geração de energia. Uma delas é a força das ondas do mar. No Brasil, há um projeto pioneiro no Ceará, no porto de Pecém, idealizado e projetado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O potencial de energia dessa fonte pode chegar entre 20 mil a 25 mil MW no país, cerca de duas usinas hidrelétricas de Itaipu, nas estimativas do professor Segen Estefen, do Laboratório de Tecnologia Submarina da Coppe da UFRJ.

Apesar da mobilização de esforços, o petróleo deve se manter como principal combustível energético, até pelo menos, 2030. Para Alexandre Szklo, professor de planejamento energético da Coppe da UFRJ.

Fonte: Valor Econômico

COMENTÁRIOS

Nome

14136,1,14136:2002,1,16280,11,abastecimento,7,Abinee,2,ABNT,22,Abraceel,3,abradee,7,ação social,3,acidentes,9,ADASA,1,administração de condomínios,6,AES,2,água,28,Alston,1,ambiente interno,1,ANA,1,Anatel,5,Android,1,aneel,67,Angra,1,ANP,1,apagão,8,Aplicações,2,aplicativo,5,Apple,2,aquecedor solar,2,aquecimento,3,ar condicionado,3,arquitetura,4,ART,2,Asolar Energy,1,associações,3,assosindicos,29,assosindicos-df,25,aterramento,2,audiência pública,5,autoconsumo remoto,1,autogeração,4,autogeradores,2,automação,1,automóvel,6,autônomo,5,Baidu,2,bairro,1,banda-larga,6,bandeiras tarifárias,55,barrageiro,1,bateria,27,Belo Monte,9,bicicleta,2,biodiesel,2,bioenergia,5,biogás,1,biohacking,1,biomassa,5,biotecnologia,1,blog,4,blogueiros de brasília,7,BNDES,11,boletos,1,bom negócio,2,Bovespa,1,bricolagem,1,BRICS,2,burocracia,1,cabeamento estruturado,2,Cade,2,CAESB,3,calculadora,1,campanha,4,carnaval,1,carregador,6,carreira,15,carro elétrico,23,cartel,3,cartilha,5,carvão,2,catavento,2,CCEE,7,CEB,32,CELG,2,celular,11,células de combustível,1,centrais hidrelétricas,1,cesp,1,cftv,2,charge,3,chefe,1,China,9,chip,1,choque,4,choque elétrico,6,cidade inteligente,4,Ciência,8,Cinema,2,classe,1,CLDF,6,climatização,1,CO2,7,código de posturas,1,cogeração qualificada,1,coletores solares,1,combustíveis,4,comércio,2,computadores,4,comunicação,11,concessionárias,8,concurso público,1,condomínio,27,Condomínios,27,congresso,3,conjuntura,1,construção civil,3,consulta pública,7,consumo,77,conta,69,controle de acesso,1,convenção,1,convênios,1,convivência,5,CoP21,4,Copel,2,corrupção,7,CPFL,10,CREA,5,CREADF,4,crise,10,crise energética,12,crise hídrica,58,CSEM,2,cultura,4,currículo,5,cursos,22,custos,4,decreto,1,defesa civil,4,desabastecimento,2,descarga atmosférica,6,descarga elétrica,6,descargas elétricas,5,desmatamento,3,diesel,3,direito tributário,1,disjuntores,1,Dispositivo de Proteção contra Surtos,2,Dispositivo DR,2,distribuidora,15,Distrito Federal,7,dívida,4,Doe Sangue,1,DPS,2,drones,3,ecológico,2,economia,158,Edificações,7,Eduardo Braga,3,educação,12,eficiência energética,25,elétrica,11,eletricidade,46,eletricista,3,eletrobras,8,eletroeletônicos,1,Eletrolão,1,eletrônica,4,Eletros,1,elevadores,3,empreendedorismo,9,emprego,15,empreiteiras,2,Empresa de Pesquisa Energética,3,Empresas,4,Empresas abertas,1,Empresas brasileiras,1,Empresas estatais,1,endividamento,3,energia,88,energia elétrica,85,energia eólica,30,energia limpa,19,energia nuclear,4,energia renovável,32,energia solar,107,energia sustentável,13,energias alternativas,17,engenharia,28,ensino,6,entidades,1,entretenimento,1,eólica,16,EPE,6,escola,4,escolaridade,1,estágio,1,Estatais brasileiras,1,estatísticas,1,estatuto,1,evento,18,exposição,6,fábrica,7,facebook,2,falta de energia,9,família luz,1,feira,5,FGTS,4,Fiepa,1,finanças,4,financeiro,2,fios e cabos elétricos,11,fluorescentes,4,FMI,1,fontes renováveis,19,fotovoltaico,52,fraude,7,frente parlamentar,2,Funai,1,futuro,5,gás,8,gás natural,8,gasoduto,1,GDF,30,General Electric,1,gênero,1,geração compartilhada,1,geração de empregos,2,geração de energia,25,geração distribuída,8,geração eólica,18,geração solar,26,gerador,7,geradores a diesel,1,Gere sua energia,1,gestão,9,golpe,1,google,6,governo,67,greenpeace,2,greve,1,grupo gerador,1,habitíssimo,1,halógenas,3,heliotermia,4,heliotérmica,4,Hemocentro,1,hidrelétrica,20,hidrelétricas,27,hídrica,1,hidrometração,2,hidrômetro,1,história,3,HORÁRIO DE BRASÍLIA,6,HORÁRIO DE VERÃO,7,HORÁRIO DE VERÃO 2014/2015,2,hospital,1,HTTP/2,1,ibge,1,ICMS,9,idade,1,identificação,1,IDV,1,iluminação,24,imóveis,3,impeachment,2,impostos,12,inadimplência,3,incandescentes,4,individualização,1,indústria,18,inflação,3,informação,7,infraestrutura,7,Inmetro,1,inovação,66,inspeção,6,instalações,13,internet,34,investimentos,41,iPhone,1,irregularidades,5,Israel,1,ISSE 2016,1,Itaipu,7,Jirau,4,lâmpadas,12,laudo,7,laudo técnico,10,laudo termográfico,1,led,13,legislação,5,lei,18,leilão,12,licitação,3,light,3,linguagem de programação,2,linhas de transmissão,3,linux,1,literatura,2,lítio,1,livros,5,lixo,5,LUOS,5,luz,67,manutenção,14,marco civil,7,marketing,1,matriz elétrica,8,MDIC,1,megausinas,1,megawatts,1,MEI,1,Meio Ambiente,6,mercado,37,mercado de trabalho,7,mercado imobiliário,4,Mercosul,1,metrô-df,7,MG,2,Micro Empreendedor Individual,2,microgeração,26,microgeração de energia,28,microgeração distribuída,13,microsoft,5,microtorres eólicas,2,Minas Gerais,2,minigeração distribuída,4,Ministério de Minas e Energia,22,MMA,2,MME,14,mobilidade,1,Módulos Fotovoltaicos,4,monitoramento remoto,1,Montes Claros,1,mortes,3,motores a diesel,2,motores elétricos,1,MP,3,MTE,2,multinacional,2,museu,3,nanotecnologia,1,NBR,19,negócios,3,no-break,2,Normas,25,normativa,3,Norte de Minas,1,Novas tecnologias,2,NR-10,3,nuvem,2,onedrive,1,ONS,17,orelhões,1,outorga,1,painéis solares,29,painel fotovoltaico,41,palestra,7,para-raio,3,parecer técnico,1,Parque Tecnológico Itaipu,5,parques eólicos,8,pás de rotor,1,pátio,1,patrão,1,Pequenas empresas,2,perfil,1,pesquisa,25,petróleo,3,pilha,1,PL,21,placa fotovoltaica,26,planejamento,6,plano de privatização,4,plantas,2,plástico,1,PLS,5,pocel,1,política,7,poluição,5,portabilidade,7,Portugal,1,potabilidade,1,PPCUB,5,PPP,1,preço,4,Prefeitura de São Paulo,1,premiação,1,prevenção,3,primeira indústria de painéis,3,procel,3,professor,1,profissional habilitado,17,profissional liberal,7,Project Sunroof,1,projeto de lei,25,projetos na área,16,pronatec,1,proposta,7,Proteste,2,qualidade da água,1,QUANDO COMEÇA O HORÁRIO DE VERÃO,5,QUE HORAS SÃO,5,racionamento,9,rádio JK FM,1,raio,3,raios,5,recarga,1,reciclagem,4,rede inteligente,5,redes de smart grid,6,redes sociais,11,Reformas,10,registro profissional,4,regras,5,regras de convivência,5,reservatórios,16,resíduos,2,resolução,7,retrofit,1,revisão,1,revolução,2,RFID,1,risco de apagão,3,robôs voadores,1,rolamentos,1,salário,3,Santo Antônio,2,saúde,8,Sebrae,2,sedhab,1,segurança,30,seminário,1,Senai,3,Serviços,3,setor,4,setor elétrico,91,similares,1,síndico,15,Síndicos,20,sistema elétrico,5,smart grid,18,smartphone,6,sobrecarga,1,Socioeconomia,2,software,9,solar,26,Spotify,1,startup,2,stj,2,subsíndico,4,sustentabilidade,32,tarifa,92,TCDF,1,teatro,1,Técnicas,2,técnico,5,técnico de grau médio,10,técnicos industriais,15,tecnologia,41,tecnologia da informação,34,telecomunicações,16,telemedidores,2,temperatura,1,termelétrica,8,termografia,1,termologia,1,tesla,5,trânsito,1,transmissão de energia,6,tributação,7,turbina,4,turbina eólica,9,TV Digital,5,Ubuntu,1,UnB,6,União Européia,1,urbanismo,1,usina hidrelétrica,15,usina nuclear,2,usina solar,19,usinas eólicas,10,vento,1,video,6,videovigilância,1,vistoria,3,vizinho,3,voltagem,1,web,6,webinar,3,whatsapp,7,workshop,1,zelador,1,
ltr
item
apservtec: Redes inteligentes reduzem perdas
Redes inteligentes reduzem perdas
http://www.elirmex.com.mx/wpimages/wp316a0b59_05_06.jpg
apservtec
http://servicos.atualidadepolitica.com.br/2015/11/redes-inteligentes-reduzem-perdas.html
http://servicos.atualidadepolitica.com.br/
http://servicos.atualidadepolitica.com.br/
http://servicos.atualidadepolitica.com.br/2015/11/redes-inteligentes-reduzem-perdas.html
true
104026982293760891
UTF-8
Carregar todos Post não encontrado Ver Todos Ler Mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGS POSTS Ver TUDO RELACIONADAS TÓPICO ARQUIVO BUSCAR TODOS A busca não retornou respostas Início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora 1 minuto há $$1$$ minutos 1 hora há $$1$$ horas Ontem há $$1$$ dias há $$1$$ semanas há mais de 5 semanas Seguidores Seguir CONTEÚDO EXLUSIVO - COMPARTILHE PARA ACESSAR 1º Compartilhe em suas redes sociais para liberar 2º Clique no link compartilhado em sua rede social Copiar TUDO Selecionar TUDO Todos os códigos foram copiados Códigos/textos não copiados, pressione [CTRL]+[C] (ou CMD+C no Mac) para copiar Sumário