Fim da venda das lâmpadas incandescentes tem efeitos no bolso e na natureza

Primeiro, foram as incandescentes acima de 100W. Depois, sumiram das prateleiras as lâmpadas de 60W e 40W. Nesta quinta-feira (30), todas as...

Primeiro, foram as incandescentes acima de 100W. Depois, sumiram das prateleiras as lâmpadas de 60W e 40W. Nesta quinta-feira (30), todas as incandescentes comuns deixam de ser vendidas no atacado e varejo. Essa medida inclui até mesmo as lâmpadas menores, de 15W a 40W usadas em fogões.

Banida por sua ineficiência energética, a saída das incandescentes do mercado tem efeitos diretos no bolso, no meio ambiente e nos olhos do consumidor.

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Iluminação (Abilux), uma lâmpada incadescente comum converte 95% da energia utilizada em calor e apenas 5% em luz. Por isso, o governo federal estabeleceu um cronograma de banimento gradual do modelo que começou em 2012 e termina nesta quinta-feira 30 de junho de 2016. Além disso, a produção de calor gera maior quantidade de CO2, contribuindo para o efeito estufa.

Atualmente, o consumidor já encontra como opção três outros tipos: incandescente halogênea, fluorescente (compacta e tubular) e a de LED, que consome menos energia, mas costuma ser mais cara. Em nota, a Abilux defende que a proibição estimula "a adoção de opções mais econômicas e duráveis”, que são adotados em outros países como China, Reino Unido, Estados Unidos, Argentina, entre outros.


Efeitos no meio ambiente
A lâmpada halogênea usa um filamento do metal tungstênio, igual à incandescente comum, e um gás da família dos halogêneos. Contudo, a classificação do Inmetro de eficiência energética continua sendo a pior das três opções, perdendo apenas para a incandescente comum (D).

A lâmpada fluorescente tornou-se uma das opções mais preferidas do consumidor pelo preço. Preenchida com um gás tóxico, o mercúrio, ela exige descarte especial para não afetar a natureza.

Já a lâmpada LED é apontada com a alternativa mais eficiente. Utiliza o gás gálio e um componente eletrônico, o diodo, que controla o sentido da energia. Comparação da AOD Brazil aponta que uma lâmpada LED tem um ciclo de vida seis vezes maior que uma fluorescente compacta.


Efeitos nos olhos

O olho humano se adapta rapidamente ao índice de luminosidade no ambiente. Muitas vezes não são perceptíveis as diferenças entre as intensidade da luz de cada modelo e qualidade da cor.

As incandescentes possuem temperatura da luz mais próxima do amarelo, medidas em 2.700 Kelvins (o equivalente a 2.426 graus Celsius), consideradas assim como uma luz quente. Além disso, o Índice de Reprodução de Cor (IRC) de uma incandescente é de 100%. Nesse sentido, as halogêneas são as únicas a atenderem totalmente o IRC, reproduzindo fielmente as diferentes tonalidades dos objetos.

As lâmpadas de LED possuem um IRC de 80%, que ainda é considerado bom. Elas também estão entre as luzes quentes, oscilando entre 2700K e 3100K. Designers de interiores recomendam luzes amareladas para ambientes mais aconchegantes e confortáveis.

Do outro lado, estão as lâmpadas fluorescentes também possuem IRC de 80% e costumam ser vendidas na temperatura de 6500K, sendo uma luz fria. Mais próxima do branco-azulado, assemelha-se a luz de um dia de céu semi-nublado ao meio-dia. São indicadas mais para ambientes que exigem produtividade. Mesmo assim, existem opções de fluorescentes de 3100K, mais amareladas.
Efeitos no bolsos

De acordo com os comparativos técnicos da AOD Brazil, uma lâmpada de 75W incandescente utilizada 8 horas por dia durante um ano gasta nove vezes mais do que uma lâmpada de LED de 9W. A mesma lâmpada de 9W gasta a metade de uma fluorescente compacta comum de 18W. Mesmo assim, o preço da fluorescente no mercado costuma ser mais competitivo.

Por isso, na hora de comprar, o consumidor pode considerar o custo-benefício com uma estimativa simples: calcule quanto está custando uma lâmpada de LED de 9W, que dura aproximadamente 50 mil horas e quanto gastaria com 38 lâmpadas fluorescentes de 18W, necessárias para funcionar aproximadamente pelo mesmo tempo de 50 mil horas. 




Fonte: EBC

COMENTÁRIOS

Nome

14136,1,14136:2002,1,16280,11,abastecimento,7,Abinee,2,ABNT,22,Abraceel,3,abradee,7,ação social,3,acidentes,9,ADASA,1,administração de condomínios,6,AES,2,água,28,Alston,1,ambiente interno,1,ANA,1,Anatel,5,Android,1,aneel,67,Angra,1,ANP,1,apagão,8,Aplicações,2,aplicativo,5,Apple,2,aquecedor solar,2,aquecimento,3,ar condicionado,3,arquitetura,4,ART,2,Asolar Energy,1,associações,3,assosindicos,29,assosindicos-df,25,aterramento,2,audiência pública,5,autoconsumo remoto,1,autogeração,4,autogeradores,2,automação,1,automóvel,6,autônomo,5,Baidu,2,bairro,1,banda-larga,6,bandeiras tarifárias,55,barrageiro,1,bateria,27,Belo Monte,9,bicicleta,2,biodiesel,2,bioenergia,5,biogás,1,biohacking,1,biomassa,5,biotecnologia,1,blog,4,blogueiros de brasília,7,BNDES,11,boletos,1,bom negócio,2,Bovespa,1,bricolagem,1,BRICS,2,burocracia,1,cabeamento estruturado,2,Cade,2,CAESB,3,calculadora,1,campanha,4,carnaval,1,carregador,6,carreira,15,carro elétrico,23,cartel,3,cartilha,5,carvão,2,catavento,2,CCEE,7,CEB,32,CELG,2,celular,11,células de combustível,1,centrais hidrelétricas,1,cesp,1,cftv,2,charge,3,chefe,1,China,9,chip,1,choque,4,choque elétrico,6,cidade inteligente,4,Ciência,8,Cinema,2,classe,1,CLDF,6,climatização,1,CO2,7,código de posturas,1,cogeração qualificada,1,coletores solares,1,combustíveis,4,comércio,2,computadores,4,comunicação,11,concessionárias,8,concurso público,1,condomínio,27,Condomínios,27,congresso,3,conjuntura,1,construção civil,3,consulta pública,7,consumo,77,conta,69,controle de acesso,1,convenção,1,convênios,1,convivência,5,CoP21,4,Copel,2,corrupção,7,CPFL,10,CREA,5,CREADF,4,crise,10,crise energética,12,crise hídrica,58,CSEM,2,cultura,4,currículo,5,cursos,22,custos,4,decreto,1,defesa civil,4,desabastecimento,2,descarga atmosférica,6,descarga elétrica,6,descargas elétricas,5,desmatamento,3,diesel,3,direito tributário,1,disjuntores,1,Dispositivo de Proteção contra Surtos,2,Dispositivo DR,2,distribuidora,15,Distrito Federal,7,dívida,4,Doe Sangue,1,DPS,2,drones,3,ecológico,2,economia,158,Edificações,7,Eduardo Braga,3,educação,12,eficiência energética,25,elétrica,11,eletricidade,46,eletricista,3,eletrobras,8,eletroeletônicos,1,Eletrolão,1,eletrônica,4,Eletros,1,elevadores,3,empreendedorismo,9,emprego,15,empreiteiras,2,Empresa de Pesquisa Energética,3,Empresas,4,Empresas abertas,1,Empresas brasileiras,1,Empresas estatais,1,endividamento,3,energia,88,energia elétrica,85,energia eólica,30,energia limpa,19,energia nuclear,4,energia renovável,32,energia solar,107,energia sustentável,13,energias alternativas,17,engenharia,28,ensino,6,entidades,1,entretenimento,1,eólica,16,EPE,6,escola,4,escolaridade,1,estágio,1,Estatais brasileiras,1,estatísticas,1,estatuto,1,evento,18,exposição,6,fábrica,7,facebook,2,falta de energia,9,família luz,1,feira,5,FGTS,4,Fiepa,1,finanças,4,financeiro,2,fios e cabos elétricos,11,fluorescentes,4,FMI,1,fontes renováveis,19,fotovoltaico,52,fraude,7,frente parlamentar,2,Funai,1,futuro,5,gás,8,gás natural,8,gasoduto,1,GDF,30,General Electric,1,gênero,1,geração compartilhada,1,geração de empregos,2,geração de energia,25,geração distribuída,8,geração eólica,18,geração solar,26,gerador,7,geradores a diesel,1,Gere sua energia,1,gestão,9,golpe,1,google,6,governo,67,greenpeace,2,greve,1,grupo gerador,1,habitíssimo,1,halógenas,3,heliotermia,4,heliotérmica,4,Hemocentro,1,hidrelétrica,20,hidrelétricas,27,hídrica,1,hidrometração,2,hidrômetro,1,história,3,HORÁRIO DE BRASÍLIA,6,HORÁRIO DE VERÃO,7,HORÁRIO DE VERÃO 2014/2015,2,hospital,1,HTTP/2,1,ibge,1,ICMS,9,idade,1,identificação,1,IDV,1,iluminação,24,imóveis,3,impeachment,2,impostos,12,inadimplência,3,incandescentes,4,individualização,1,indústria,18,inflação,3,informação,7,infraestrutura,7,Inmetro,1,inovação,66,inspeção,6,instalações,13,internet,34,investimentos,41,iPhone,1,irregularidades,5,Israel,1,ISSE 2016,1,Itaipu,7,Jirau,4,lâmpadas,12,laudo,7,laudo técnico,10,laudo termográfico,1,led,13,legislação,5,lei,18,leilão,12,licitação,3,light,3,linguagem de programação,2,linhas de transmissão,3,linux,1,literatura,2,lítio,1,livros,5,lixo,5,LUOS,5,luz,67,manutenção,14,marco civil,7,marketing,1,matriz elétrica,8,MDIC,1,megausinas,1,megawatts,1,MEI,1,Meio Ambiente,6,mercado,37,mercado de trabalho,7,mercado imobiliário,4,Mercosul,1,metrô-df,7,MG,2,Micro Empreendedor Individual,2,microgeração,26,microgeração de energia,28,microgeração distribuída,13,microsoft,5,microtorres eólicas,2,Minas Gerais,2,minigeração distribuída,4,Ministério de Minas e Energia,22,MMA,2,MME,14,mobilidade,1,Módulos Fotovoltaicos,4,monitoramento remoto,1,Montes Claros,1,mortes,3,motores a diesel,2,motores elétricos,1,MP,3,MTE,2,multinacional,2,museu,3,nanotecnologia,1,NBR,19,negócios,3,no-break,2,Normas,25,normativa,3,Norte de Minas,1,Novas tecnologias,2,NR-10,3,nuvem,2,onedrive,1,ONS,17,orelhões,1,outorga,1,painéis solares,29,painel fotovoltaico,41,palestra,7,para-raio,3,parecer técnico,1,Parque Tecnológico Itaipu,5,parques eólicos,8,pás de rotor,1,pátio,1,patrão,1,Pequenas empresas,2,perfil,1,pesquisa,25,petróleo,3,pilha,1,PL,21,placa fotovoltaica,26,planejamento,6,plano de privatização,4,plantas,2,plástico,1,PLS,5,pocel,1,política,7,poluição,5,portabilidade,7,Portugal,1,potabilidade,1,PPCUB,5,PPP,1,preço,4,Prefeitura de São Paulo,1,premiação,1,prevenção,3,primeira indústria de painéis,3,procel,3,professor,1,profissional habilitado,17,profissional liberal,7,Project Sunroof,1,projeto de lei,25,projetos na área,16,pronatec,1,proposta,7,Proteste,2,qualidade da água,1,QUANDO COMEÇA O HORÁRIO DE VERÃO,5,QUE HORAS SÃO,5,racionamento,9,rádio JK FM,1,raio,3,raios,5,recarga,1,reciclagem,4,rede inteligente,5,redes de smart grid,6,redes sociais,11,Reformas,10,registro profissional,4,regras,5,regras de convivência,5,reservatórios,16,resíduos,2,resolução,7,retrofit,1,revisão,1,revolução,2,RFID,1,risco de apagão,3,robôs voadores,1,rolamentos,1,salário,3,Santo Antônio,2,saúde,8,Sebrae,2,sedhab,1,segurança,30,seminário,1,Senai,3,Serviços,3,setor,4,setor elétrico,91,similares,1,síndico,15,Síndicos,20,sistema elétrico,5,smart grid,18,smartphone,6,sobrecarga,1,Socioeconomia,2,software,9,solar,26,Spotify,1,startup,2,stj,2,subsíndico,4,sustentabilidade,32,tarifa,92,TCDF,1,teatro,1,Técnicas,2,técnico,5,técnico de grau médio,10,técnicos industriais,15,tecnologia,41,tecnologia da informação,34,telecomunicações,16,telemedidores,2,temperatura,1,termelétrica,8,termografia,1,termologia,1,tesla,5,trânsito,1,transmissão de energia,6,tributação,7,turbina,4,turbina eólica,9,TV Digital,5,Ubuntu,1,UnB,6,União Européia,1,urbanismo,1,usina hidrelétrica,15,usina nuclear,2,usina solar,19,usinas eólicas,10,vento,1,video,6,videovigilância,1,vistoria,3,vizinho,3,voltagem,1,web,6,webinar,3,whatsapp,7,workshop,1,zelador,1,
ltr
item
apservtec: Fim da venda das lâmpadas incandescentes tem efeitos no bolso e na natureza
Fim da venda das lâmpadas incandescentes tem efeitos no bolso e na natureza
http://www.ebc.com.br/sites/_portalebc2014/files/styles/extra_large/public/atoms_image/494042684_e7f99b0a6e_o.jpg?itok=1z6DL2D5
apservtec
http://servicos.atualidadepolitica.com.br/2016/07/fim-da-venda-das-lampadas.html
http://servicos.atualidadepolitica.com.br/
http://servicos.atualidadepolitica.com.br/
http://servicos.atualidadepolitica.com.br/2016/07/fim-da-venda-das-lampadas.html
true
104026982293760891
UTF-8
Carregar todos Post não encontrado Ver Todos Ler Mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGS POSTS Ver TUDO RELACIONADAS TÓPICO ARQUIVO BUSCAR TODOS A busca não retornou respostas Início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora 1 minuto há $$1$$ minutos 1 hora há $$1$$ horas Ontem há $$1$$ dias há $$1$$ semanas há mais de 5 semanas Seguidores Seguir CONTEÚDO EXLUSIVO - COMPARTILHE PARA ACESSAR 1º Compartilhe em suas redes sociais para liberar 2º Clique no link compartilhado em sua rede social Copiar TUDO Selecionar TUDO Todos os códigos foram copiados Códigos/textos não copiados, pressione [CTRL]+[C] (ou CMD+C no Mac) para copiar Sumário